Na manhã dessa terça (11/10) os alunos do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) aderiram à paralisação em protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 241), que congela os gastos federais pelos próximos 20 anos. A PEC foi aprovada na noite de segunda (10/10) por 366 votos a favor e 111 contra. Revoltados com a aprovação dos deputados, os alunos do IFNMG se reuniram ao amanhecer dessa terça no Centro de Salinas e seguiram, com faixas e cartazes, em caminhada até à sede do Campus, onde ocuparam as dependências e não permitiram que professores e funcionários adentrassem para trabalhar. “Nós não aceitamos cortes na Educação e Saúde, pois o governo manteve aumento para Judiciário e não mexe nos salários dos políticos”, disse Aylanna Gomes, estudante de Biologia e uma das organizadoras do protesto. “Outros Campus do IFNMG também estão se mobilizando e os protestos tendem a aumentar”, completou. Nessa terça não tem aulas e ninguém trabalha no IFNMG. A intenção dos alunos é fazer outro protesto nessa quarta (12/10) pelas ruas de Salinas. “Congelar salários e cortar investimentos em Educação e Saúde não podem fazer parte da pauta do País”, afirma Aylanna.

 

Fonte: Folha Regional

Compartilhar publicação

Facebook WhatsApp Twitter Google+ linkedin